Formação do Preço de Venda: tudo que você precisa saber

Uma das dúvidas mais comuns que aparecem quando um novo empresário está começando com sua empresa é:

  • como fazer a formação do preço de venda?

Ou seja, qual é a melhor forma de decidir o valor que a empresa cobrará, por seus produtos e serviços, de seus clientes.

O preço é um dos fatores que mais afeta a decisão de compra do cliente e, por isso, deve ser muito bem pensado.

Seu objetivo deve ser agradar ao cliente e, ao mesmo tempo, trazer lucro para a empresa.

Um bom preço de venda é aquele que cobre custos, despesas e ainda gera lucro empresarial.

É particularmente difícil definir um preço de venda.

Ainda mais, quando os valores do seu processo produtivo são majoritariamente vinculados à serviços, sendo, a mão de obra.

Essa situação é muito comum em empresas que não tem como finalidade a produção de um produto, mas sim oferecem serviços.

Nesse caso, o preço de venda precisa levar em consideração não só as despesas padrão empresariais (as contas de instalação, por exemplo).

É necessário também o salário dos profissionais empenhados na prestação do serviço.

Por isso, quando você estiver se questionando como fazer a formação do preço de venda é preciso interpretar qual é seu tipo de negócio.

Qual é o preço da sua competição e quais são seus objetivos e metas empresariais.

Confira nossas dicas para saber mais sobre preço de venda e começar a formá-lo hoje mesmo.

O que considerar na hora de calcular o preço de venda?

São três variáveis principais: as despesas, os custos e o lucro esperado.

Elas três precisam estar em sua atenção quando você estiver decidindo como fazer a formação do Preço de Venda da sua empresa.

As despesas são o conjunto dos valores que sua empresa gasta para vender o produto ou serviço.

Os custos representam o quanto sua empresa gasta para produzir o produto o serviço.

O lucro esperado é o que você espera receber de retorno naquela cadeia produtiva, é o retorno positivo do investimento feito.

É com o lucro que você vai pensar em reinvestir na empresa, para torná-la melhor e o ciclo de produção mais eficiente.

É claro que essa é a visão mais simplista da formação do preço de venda, mas pode ser um bom início.

Com base no valor final obtido através dessa soma você terá seu preço.

Com ele definido, é possível compará-lo com o que seus competidores estão cobrando e saber se ele é competitivo ou não.

Lembre-se que quanto mais elástica for a demanda pelo seu produto, menor o valor agregado dele para seus consumidores.

Quanto menos elástica for, mais você pode considerar manter um preço mais alto.

Apesar da equação comentada acima, o fator determinante que afeta como fazer a formação do Preço de Venda é seus clientes.

Por isso, busque entender não só seus concorrentes, mas especialmente seu público-alvo.

Mas afinal, como fazer a formação do Preço de Venda?

Existem quatro principais formas de fazer a formação do Preço de Venda .

Então , definir qual é a melhor para seu negócio depende exclusivamente de você.

A primeira estratégia para começar a fazer a formação do Preço de Venda é a que se baseia em definir.

Primeiramente qual é a margem de lucro que você deseja obter com seu produto ou serviço.

Qual é o valor de retorno que vai te fazer considerar esse produto ou serviço um bom investimento empresarial? 

Ressalta-se que esse lucro também se destina cobrir os investimentos empresariais feitos e gerar fluxo para reinvestimento.

Na hora de definir seu lucro, é necessário levar em consideração seus custos e despesas fixas.

Seja realista com sua margem de lucro. Deixá-la muito alta pode ser um tiro no pé e afetar seus objetivos.  

A segunda estratégia é a chamada “margem de contribuição”.

Nesse caso, o ponto de partida são as despesas e os custos vinculados ao produto ou serviço.

Partindo deste valor, observa-se qual seria a margem de contribuição desejada.

Em outras palavras, qual seria o lucro almejado, já limpo de custos e despesas.

A margem de contribuição será igual ao valor da venda dos produtos e serviços diminuído dos custos e despesas.

Esta estratégia é útil na formação do Preço de Venda porque dá uma visão clara do lucro pretendido em cima de cada um dos produtos.

Sendo assim, deixando também as possibilidades abertas para eventuais ajustes na margem, se necessário.

O “markup” é a terceira estratégia.

É um método que se sustenta em mapear os custos envolvidos na produção do produto e encontrar um preço que cubra todas essas despesas.

Pensando em uma estimativa de preço que seja adequada para sua empresa e fazendo uso do índice multiplicador.

A fórmula para cálculo do Markup

A fórmula simples para cálculo do Markup é a seguinte: 100 / [100 – (DV + DF + L)].

Sendo DV o percentual das despesas variáveis, DF o percentual das despesas fixas e L o percentual do lucro planejado e desejado.

Essa equação trará um resultado final, que é o markup multiplicador.

Para saber qual é seu preço final é só separar o custo unitário de seu produto e multiplicá-lo pelo índice.

Uma estratégia muito usada e fundamentada na hora de fazer a formação do Preço de Venda.

Qual é a melhor estratégia para formação do Preço de Venda?

Isso vai depender de você, da sua empresa e deu seus objetivos.

Não existe um resultado secreto ou uma fórmula mágica.

Entenda seu mercado, pesquise seus concorrentes e conheça seu público alvo.

Essas são etapas fundamentais que precisam ser feitas antes de você fazer a formação do Preço de Venda de seus produtos e serviços.

Caso esteja incerto ou não tenha conhecimento mercadológico suficiente, não hesite em procurar uma Consultoria Financeira especializada.

Certamente, você terá orientações muito valiosas quando o assunto for formação do Preço de Venda.

 

erica

View Comments

Recent Posts

8 cuidados que você/sua empresa devem ter ao escolher um software para controle financeiro

Vivemos a era digital, e por isso, é importante que sua empresa também se modernize. Para isso, existem muitos instrumentos…

10 meses ago

5 passos simples para evitar que os custos prejudiquem o seu negócio

Os custos são os grandes vilões do orçamento e podem levar muitas empresas a passarem por grandes dificuldades. Muitas vezes…

10 meses ago

Tudo o que você precisa saber para melhorar sua organização financeira

Você já parou para pensar que podemos comparar a "organização familiar" a uma empresa? Na mesma forma, nos dias de…

1 ano ago

Como obter sucesso utilizando a visão financeira.

Na visão financeira, dois elementos são particularmente importantes: O controle financeiro e o planejamento financeiro. É comum que em diversas…

1 ano ago

A verdade sobre a falta de lucratividade e como isso afeta seu negócio

Afinal toda empresa existe para obter lucro, certo? E que  isso fique bem claro! Toda empresa é um investimento, e…

1 ano ago

Dicas úteis para elaborar seu planejamento financeiro.

Muitas empresas tem um método de gestão financeira baseado unicamente em “apagar incêndios”. Ou seja, não há realmente um planejamento…

1 ano ago