Sua empresa vale o investimento?

Para saber se sua empresa vale o investimento, é preciso levar em consideração alguns dados fundamentais de sua existência.

Muito empreendedores ficam em dúvida sobre quando é o momento certo ou qual é o valor correto para investir em sua empresa.

O que todos desejam é uma empresa rentável, mas é preciso analisar friamente a situação e traçar uma boa estratégia de negócio.

Um investimento feito em um momento errado ou sem planejamento pode trazer o resultado oposto do esperado e ser fatal para o empresário.

Ter o próprio negócio é sempre uma escolha de risco e é necessário sempre se perguntar se sua empresa vale o investimento.

Um investimento tem potencial de trazer muitos resultados no longo prazo.

Uma boa gestão empresarial e com preocupação constante nos custos e com a rentabilidade.

Para decidir se vale a pena investir em um negócio no momento, é necessário levar em consideração dois fatores principais:

  • qual é o risco do investimento e qual é o potencial de ganho.

Normalmente, quanto maior o risco, maior o potencial de ganho, em contrapartida, maior será o risco assumido.

Mas não se engane com promessas de retorno financeiro infinito no curto prazo.

Um investimento empresarial costuma demorar para dar retornos significativos e duradouros.

Fique atento nessas dicas, indicaremos algumas métricas para você acompanhar e ponderar se nesse momento sua empresa vale o investimento.

Conheça sua lucratividade

Muitas pessoas confundem lucro com receita, mas os dois termos não são sinônimos.

A receita é todo resultado gerado pela empresa, sem que sejam debitados os gastos.

Já o lucro é o número mais limpo, tendo já sido debitados os gastos e investimentos.

Dessa maneira, é preciso levar em consideração dois fatores para aumento de rentabilidade: investir para aumento de produção e buscar reduzir os custos dos processos produtivos.

Uma empresa lucrativa mostra indícios de que vai usar melhor o investimento.

Já que é mais certo que o dinheiro não será perdido em um processo produtivo ineficiente e que a produção vai melhorar, gerando mais vendas.

Investir em uma empresa que não tem esses dois fatores bem estruturados pode não ser a melhor estratégia.

Entenda quais são as falhas do seu processo produtivo e busque corrigi-los. Depois, volte a ponderar se sua empresa vale o investimento.

Acompanhe o fluxo de caixa de perto

O mais importante, o fluxo de caixa é o instrumento onde toda movimentação financeira da empresa está registrado.

Com detalhes sobre as entradas e saídas de dinheiro, em um dado período de tempo.

O Fluxo de caixa por ser uma ferramenta fundamental para a boa gestão financeira, nos acerca de dados capazes de trazer em um dado período de tempo as projeções necessárias para o planejamento.

Trazendo assim uma visão da real da necessidade de caixa, bem como sobra para investimentos e reservas.

É uma boa forma de fazer uma análise geral da empresa e de seus custos e receitas.

Em pequenas empresas, é comum que esse controle financeiro não seja feito por ferramentas destinadas unicamente para este fim.

E em geral,  o fluxo acabe controlado por planilhas ou similares.

Este não é um problema no curto prazo, desde que as planilhas sejam atualizadas constantemente e tenham sempre backup.

Ressalta-se, todavia, que quanto maior for sua empresa, mais difícil será controlar seu fluxo por instrumentos mais informais.

Por isso, considere investir em ferramentas profissionais que deem uma visão otimizada e mais clara do seu caixa.

Seu fluxo de caixa será uma ferramenta poderosíssima para analisar se sua empresa vale o investimento.

Com dados atualizados e uma análise extensa é possível ter uma noção mínima de suas saídas, conheça alguns benefícios:

  • estimar futuras vendas para ter uma ideia de receitas;
  • reorganizar seu planejamento empresarial com base na falta ou sobra de dinheiro;
  • enxergar se é ou não um bom momento para investimento.

Não perca a DRE de vista

DRE é a sigla para Demonstrativo de Resultado do Exercício.

Tal ferramenta traz uma visão ampla sobre os custos, receitas e despesas da atividade empresarial, demonstrando também se a empresa está operando com lucro ou prejuízo.

É um documento fornecido pelo contador da empresa ao governo anualmente.

É importante lembrar também que é possível analisar períodos em específico.

A DRE tem que ser um dos fundamentos de análise para você tomar a decisão se sua empresa vale o investimento.

Mesmo que você não tenha a obrigação legal de fazer o DRE, ele pode ser um instrumento importante na hora de você decidir se sua empresa vale o investimento.

Ela traz dados extensivos e é possível fazer até mesmo comparação de período históricos, analisando as estratégias de cada época para entender qual é o melhor caminho atualmente.

As vantagens podem ainda sair só do âmbito interno da empresa e do investimento pessoal.

Sendo assim, se você tem intenção de buscar financiamento externo para investimento, é provável que o banco ou qualquer outra operadora financeira vá pedir para ver o DRE.

Meça constantemente o retorno

Certamente, sem saber qual é o retorno do seu patrimônio empresarial é difícil saber se é o momento certo.

O indicador “ROE” (Retorn on Equity ou, em português, é como Retorno sobre o Patrimônio ou Retorno sobre o valor líquido).

O ROE ajuda a entender o quão capaz sua empresa é de agregar valor, com base no que for investido.

Ou seja, é uma forma de entender a rentabilidade da empresa, contrastando o lucro obtido com o investimento feito.

O ROE pode ser um bom indicador se você quiser entender sua posição mercadológica, ao compará-lo com outras empresas.

Entender como sua empresa respondeu a investimentos anteriores, é uma ótima maneira de entender se sua empresa vale o investimento naquele momento.

Analise também o prazo que esse investimento demorou para retornar.

Portanto, será que sua empresa vale o investimento?

Dessa maneira, lembre-se que o investimento empresarial mais importante não é o financeiro, mas sim o investimento de tempo.

Em suma, um bom empresário dedica muito tempo definindo estratégias e examinando métricas empresariais, antes de tomar a decisão de investir.

Entretanto, considere investir seu tempo e dinheiro em profissionalização de seus dados.

Para que desta maneira as decisões empresariais do futuro sejam melhor fundamentadas.

E, caso esteja com alguma dúvida, procure uma Consultoria Financeira especializada.

erica

View Comments

Recent Posts

8 cuidados que você/sua empresa devem ter ao escolher um software para controle financeiro

Vivemos a era digital, e por isso, é importante que sua empresa também se modernize. Para isso, existem muitos instrumentos…

7 meses ago

5 passos simples para evitar que os custos prejudiquem o seu negócio

Os custos são os grandes vilões do orçamento e podem levar muitas empresas a passarem por grandes dificuldades. Muitas vezes…

8 meses ago

Tudo o que você precisa saber para melhorar sua organização financeira

Você já parou para pensar que podemos comparar a "organização familiar" a uma empresa? Na mesma forma, nos dias de…

10 meses ago

Como obter sucesso utilizando a visão financeira.

Na visão financeira, dois elementos são particularmente importantes: O controle financeiro e o planejamento financeiro. É comum que em diversas…

10 meses ago

A verdade sobre a falta de lucratividade e como isso afeta seu negócio

Afinal toda empresa existe para obter lucro, certo? E que  isso fique bem claro! Toda empresa é um investimento, e…

11 meses ago

Dicas úteis para elaborar seu planejamento financeiro.

Muitas empresas tem um método de gestão financeira baseado unicamente em “apagar incêndios”. Ou seja, não há realmente um planejamento…

12 meses ago